A CIÊNCIA EXPLICA O FENÔMEMO ANDERSON SILVA

 In Notícias

Em 2012, meses depois da espetacular vitória sobre Vitor Belfort, testes biomecânicos feitos por Anderson Silva no Laboratório de Performance do Movimento (LPM) do Vita mostraram por que ele é um fenômeno das artes marciais mistas (MMA).

Neste sábado (09/02), Anderson Silva, considerado por muitos o maior atleta de MMA de todos os tempos, voltará ao octógono depois de dois anos. Ele enfrentará o nigeriano Israel Adesanya, uma das sensações do esporte no momento, invicto no UFC, com 15 lutas e 15 vitórias.

A competência técnica de Silva é indiscutível e foi testada inúmeras vezes. Em 42 lutas, o brasileiro soma 34 vitórias na carreira. A maioria desses combates (mesmo as derrotas) foi marcado por atuações de encherem os olhos dos amantes das artes marciais.

TALENTO E EFICIÊNCIA COMPROVADOS EM LABORATÓRIO

Anderson Silva faz teste nos Laboratório de Performance do Movimento (LPM) do Vita.
Anderson Silva faz testes biomecânicos no Laboratório de Performance do Movimento (LPM) do Vita.

Em 2012, depois da espetacular vitória sobre Vitor Belfort, testes biomecânicos feitos por Silva no Laboratório de Performance do Movimento (LPM) do Vita mostraram por que ele é um fenômeno desse esporte. A Veja.com acompanhou tudo e fez uma reportagem sobre (confira o vídeo clicando aqui).

Os testes constataram, por exemplo, que a força de seu soco equivale ao peso de um piano de cauda; que seu jab, soco frontal desferido com a mão da guarda, dura metade do tempo de um piscar de olhos e que, no chute lateral, sua perna gira cinco vezes mais rapidamente que a pá de um helicóptero.

O DESAFIO PRESENTE E ATEMPORAL

Para a luta de 09 de fevereiro de 2019, Adesanya, que tem 29 anos, levará nos ombros uma carreira em plena ascensão e muito próxima de ser coroada, enquanto Silva, com 43, carrega a superação de graves lesões e uma história difícil de ser igualada.

Independentemente do resultado, um grande espetáculo é garantido. Estamos falando de um atleta que, como mostram os testes realizados no LPM Vita (clique aqui para conhecer o laboratório), nasceu para ser o que foi e continuará sendo nas artes marciais mistas mesmo depois que deixar o octógono.

Recommended Posts

Leave a Comment