ARTROSCOPIA DE ATM E ORTOGNÁTICA: CURSOS DO INSTITUTO VITA ACELERAM APRENDIZADO

 In Notícias

Instituto Vita realizou, nos EUA, como parte do programa CMF Masterclass, dois Cadever labs: um de artroscopia de ATM e outro de ortognática. A ideia foi que o aluno tivesse, dentro do mesmo evento, uma curva de aprendizado sensível, ou seja, que fosse capaz de perceber a própria evolução. O resultado: “Foram dias de muito aprendizado e um excelente convívio. De todos os cursos que fiz, o melhor, mais estruturado e organizado”, disse um dos alunos do curso de artroscopia de ATM.

Os cadaver labs fizeram parte do programa de formação continuada, oferecido pelo Instituto Vita, Intitulado CMF Masterclass. O propósito do programa é disseminar novas técnicas e procedimentos em artroscopia de articulação temporomandibular (ATM) e ortognática.

Na última quinzena de janeiro, o Instituto Vita, em parceria com o grupo de Bucomaxilofacial (BMF) do Vita, realizou dois grandes eventos de promoção do conhecimento médico e aprimoramento técnico de cirurgiões bucomaxilofaciais. O primeiro aconteceu em Salt Lake City, Utah (Estados Unidos — EUA), e o segundo, em Dallas, Texas, também nos EUA.

Os eventos fazem parte do programa de formação continuada, oferecido pelo Instituto Vita, Intitulado CMF (Crânio-Maxilo-Facial) Masterclass. O propósito do programa é disseminar novas técnicas e procedimentos em artroscopia em articulação temporomandibular (ATM) e ortognática.

Dr. Gabriel Pastore: “A ideia que norteou a elaboração dos cursos foi a de proporcionar aos alunos, dentro do mesmo evento, uma curva de aprendizado sensível, ou seja, que ele fosse capaz de perceber a própria evolução no uso da técnica cirúrgica

Todas as etapas do CMF Masterclass foram pensadas, pelos seus coordenadores e idealizadores, os doutores Gabriel Pastore, Patricia Radaic e Marcos Pitta, para atender também necessidades específicas dos alunos, o que lhes permite realiar as etapas de forma avulsa se desejarem. O programa inclui simpósios, dry labs, observership, fellowship, tutoria cirúrgica in loco e cadaver labs.

Em Salt Lake City, no primeiro evento de janeiro, que aconteceu entre os dias 18 e 19 do mês, 18 cirurgiões, sendo 16 brasileiros e dois colombianos, tiveram aulas práticas em simuladores e espécimes cadavéricos (cadaver lab) sobre artroscopia de ATM. O segundo cadaver lab aconteceu em Dallas (EUA), de 22 a 23 do mesmo mês, e tratou da técnica cirúrgica ortognática.

O primeiro evento foi inteiramente organizado pelo Instituto Vita. O segundo, em Dallas, foi realizado pelo Instituto Vita, mas em parceria com o Scientific Innovation and Education Development Institute (Siedi), organização independente, dedicada à inovação científica e educação médica continuada. Em ambos os casos, a idealização dos cursos e a coordenação técnico-científica foi desempenhada pelos doutores do Vita Gabriel Pastore, Marcos Pitta e Patricia Radaic.

O diferencial dos cursos

“Pensamos, desde o princípio, em oferecer cursos que atendessem as reais necessidades dos profissionais do mercado. A curva de aprendizado da artroscopia de ATM, por exemplo, costuma ser longa e a oportunidade que o aluno tem de treinar em espécimes cadavéricos precisa ser aproveitada ao máximo. Por isso, criamos cursos que tivessem, essencialmente, prática em suas atividades, focalizando todos os nossos esforços nessas cirurgias”, explica Dr. Pastore.

No curso de artroscopia, Dr. Pastore diz que foram disponibilizados três ATMs para cada aluno. “Esse fato, em si, é um grande diferencial. A ideia foi que o aluno tivesse, dentro do mesmo evento, uma curva de aprendizado sensível, ou seja, que ele fosse capaz de perceber a própria evolução. Alguns alunos evoluíram da primeira punção para a triangulação com certa prática e atividades de instrumentação. Estamos falando de artroscopia em nível um e dois. Os alunos com mais habilidades, que já tinham alguma experiência, se desenvolveram do nível dois até a soltura do disco articular.”

O coordenador do CMF Masterclass diz que não foi por acaso que os alunos avaliaram tão bem os cursos. “A satisfação deles é fruto do foco do curso nos exercícios práticos sob supervisão: havia um professor para cada bancada de alunos. Além disso, trabalhamos em cima de um volume de treinamento muito grande. Isso é importante: otimizar o tempo, o esforço, o investimento e entregar o que os profissionais do mercado querem e, sobretudo, precisam.”

A opinião dos alunos

O depoimento dos alunos do cadaver lab de artroscopia, realizado em Salt Lake City, é uma prova do que Dr. Pastore diz.

“Foram dias de muito aprendizado e um excelente convívio. O curso está de parabéns. De todos os que fiz, o melhor, mais estruturado e organizado. Pude compartilhar e aprender muito não somente com os professores, mas também com as novas amizades que fiz” disse o cirurgião bucomaxilofacial Dr. Raphael Guerra.

“Sou muito grata aos organizadores, coordenadores e professores pela oportunidade e por compartilhar seus conhecimentos. Foi um excelente curso, uma maravilhosa experiência numa linda cidade [Salt Lake City, em Utah]”, afirmou a cirugiã bucomaxilofacial colombiana Dra. Beatriz Melija.

“Parabéns pela organização deste curso de altíssimo nível técnico e científico. A organização e acolhimento foram impecáveis, espero poder estar com vocês em outras oportunidades”, acrescentou Dr. Daniel Falbo.

Parabéns pela organização deste curso de altíssimo nível técnico e científico. A organização e acolhimento foram impecáveis, espero poder estar com vocês em outras oportunidades”, disso o Dr. Daniel Falbo, um dos alunos do curso.


De forma mais concisa, mas bem impactante, Glauco Fittipaldi resumiu suas impressões do curso com a seguinte frase: “O curso foi simply the best!”.

Lighthouse de ATM

Depois de coordenarem e ministrarem aulas nos cadaver labs de Salt Lake City e Dallas, os doutores do Vita, Gabriel Pastore e Patricia Radaic, foram para o Velho Continente, na cidade de Leiden, na Holanda, para atuarem como professores no Curso AOCMF Lighthouse de ATM, organizado pela AO Foundation, uma das mais respeitadas instituições de pesquisa e ensino voltados ao tratamento de lesões osteomusculares.

Em julho de 2019, os doutores já tinham participado da organização e do planejamento deste curso em Zurich. Na ocasião, tiveram o privilégio de participar, como faculties internacionais, coordenando atividades práticas, discussões de casos clínicos e ministrando palestras. “Foi uma oportunidade de ouro de representar o Vita, o Brasil e a América Latina em um curso internacional com 38 participantes e 8 faculties. Esses 46 cirurgiões, entre alunos e professores, vinham de 23 países diferentes”, explica Dr. Pastore.

Depois de coordenarem e ministrarem aulas nos cadaver labs de Salt Lake City e Dallas, os doutores do Vita, Gabriel Pastore e Patricia Radaic, foram para o Velho Continente, na cidade de Leiden, na Holanda, para atuarem como professores no Curso AOCMF Lighthouse de ATM, organizado pela AO Foundation

Neste ano, em Leiden, os doutores do Vita ministraram aulas durantes os dias 27 e 28 de janeiro. O curso discutiu casos clínicos e também práticas cirúrgicas de ATM em simuladores e espécimes cadavéricos. “Esgotamos todos os temas relacionados a cirurgia de ATM: artroscopia em todos os níveis, cirurgia aberta, planejamento virtual e reconstrução por substituição protética”, disse Dr. Pastore.

Recent Posts

Leave a Comment