O RETORNO DOURADO DE GUILHERME BACHA AOS TATAMES

 In Notícias

O atleta de jiu-jitsu Guilherme Bacha retornou às competições no último dia 21 de março e faturou a medalha de ouro no torneio mais importante das Américas: o Pan-Americano da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF).

Depois de passar por uma cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) e reparo meniscal, realizada pelo Dr. Caio D’Elia do Vita, em setembro de 2018, o atleta de jiu-jitsu, Guilherme Bacha, retornou aos tatames há cerca de uma semana, no dia 21 de março, e faturou a medalha de ouro entre os faixas-roxa.

O brasileiro disputou o Pan-Americano da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF): o torneio mais importante das Américas; neste ano, disputado na cidade de Irvine, Califórnia (EUA). “Fiz quatro lutas, finalizei nas três primeiras e ganhei a final por pontos”, relata Bacha.

“Só tenho a agradecer ao Dr. Caio D’Elia e à equipe do Vita, por poder voltar ao tatame e fazer o que mais amo: lutar”, diz Guilherme Bacha, segurando a medalha de ouro do Pan de jiu-jitsu.
“Só tenho a agradecer ao Dr. Caio D’Elia e à equipe do Vita, por poder voltar ao tatame e fazer o que mais amo: lutar.”

Bacha, que costuma lutar em sua categoria, a dos superpesados (até 100,5kg), e no absoluto (sem distinção de peso), lutou apenas no superpesado, em razão de estar retornando agora às competições. “Não queria me expor muito, mas me senti muito bem, sem dores e confiante. Só tenho a agradecer ao Dr. Caio D’Elia e à equipe do Vita, por poder voltar ao tatame e fazer o que mais amo: lutar.”

Embora seja uma conquista importantíssima por si mesma, o Pan faz parte da preparação de Bacha para a disputa do mundial da mesma IBJJF, que será disputado em junho. A vitória no mundial é a mais ansiada conquista para os atletas profissionais da modalidade e, em junho, quando entrar no tatame para disputar o torneio, Bacha levará consigo toda a torcida do Vita.

Recommended Posts

Leave a Comment