VITA COMEMORA 19 ANOS DE HISTÓRIA

 In Notícias

O Vita foi fundado no dia 27 de março de 2000, há exatos 19 anos, como resultado do entendimento de que a ortopedia exige um olhar integrado para o paciente e para ser um lugar de transformação, saúde e vitalidade.

Há 19 anos, o Vita nascia, fruto da convicção de que a soma de competências de profissionais da área da saúde é essencial para a realização de um trabalho ortopédico diferenciado e bem-sucedido.

“O Vita é resultado do entendimento de que o tratamento ortopédico exige um olhar integrado para o paciente. Era muito frustrante, por exemplo, para mim, como ortopedista, ver um trabalho cirúrgico não vingar por problemas no pós-operatório. A ideia, com a criação do Vita, foi levar, para o mesmo lugar, profissionais da área da saúde, com competências complementares, que pudessem, juntos, olhar o paciente e lhe garantir todo o apoio necessário em todas as etapas da reabilitação ortopédica”, diz o presidente do Conselho Administrativo do Vita, Dr. Wagner Castropil.

O Vita nasceu com a finalidade de ir além do consultório, integrando as demais áreas igualmente essenciais ao trabalho de reabilitação ortopédica.
O Vita nasceu com a finalidade de ir além do consultório, integrando as demais áreas igualmente essenciais ao trabalho de reabilitação ortopédica.

A combinação de competências também deveria contemplar a combinação de especialidades ortopédicas. Então, além de profissionais de diferentes áreas da saúde — médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, preparadores físicos etc. — o Vita precisava de especialistas nas diferentes áreas da ortopedia: joelho, tornozelo, pés, mãos, ombros, coluna, quadril, bucomaxilofacial entre outras.

“Nossa experiência médica, até aquele momento, havia-nos convencido da necessidade dessa integração de competências. Não há nada mais recompensador, a um médico, do que a real recuperação do paciente. Precisamos sentir que, de fato, fomos capazes de ajudar a mudar, para melhor, a vida deles e, por meio do Vita, esse objetivo seria alcançado mais facilmente do que se estivéssemos dispersos e desintegrados.”

UM NOVO OLHAR PARA A MEDICINA ORTOPÉDICA

Castropil diz que a ideia, com o Vita, desde sempre, foi mudar o paradigma de medicina ortopédica, associando-a mais à vitalidade do que à dor. “A clínica precisava traduzir o entendimento que nós, fundadores, tínhamos da medicina ortopédica. Precisava funcionar e ter ares de clube, de academia. Ou seja, mais do que um lugar de recuperação, deveria ser um lugar de transformação, que remetesse à saúde, à vitalidade.”

Os fundadores do Vita sempre estiveram ligados ao esporte. Dr. Wagner Castropil, presidente do Vita, foi tricampeão brasileiro de judô e representou o Brasil nas Olimpíadas de Barcelona.
Os fundadores do Vita sempre estiveram ligados ao esporte. Dr. Wagner Castropil, presidente do Vita, foi tricampeão brasileiro de judô e representou o Brasil nas Olimpíadas de Barcelona.

Como se vê, o Vita traduzia não apenas a ideia de integração de competências, mas, de forma bastante clara, de medicina esportiva. Os fundadores do Vita sempre estiveram ligados ao esporte. Castropil, por exemplo, foi tricampeão brasileiro de judô, venceu torneios sul-americanos e pan-americanos e representou o Brasil nas Olimpíadas de Barcelona.

“Antes mesmo de me formar médico, eu já sabia que recuperar realmente um paciente, na maioria das vezes, não era apenas devolver-lhe a condição de executar atividades básicas. Eu me lesionei seriamente algumas vezes como judoca e precisava voltar ao tatame e ter um alto rendimento. Esse é o nosso entendimento de medicina: usar até o último recurso de que dispomos para recuperar o paciente para fazer o que ama e do jeito que deseja fazer.”

“Esse é o nosso entendimento de medicina: usar até o último recurso de que dispomos para recuperar o paciente para fazer o que ama e do jeito que deseja fazer”, Dr. Wagner Castropil.

Com essa mentalidade esportiva, os valores do Vita foram concebidos há 19 anos e seguem como pilares da empresa: empatia, positividade, trabalho em equipe, rigor científico, inovação, comprometimento com a excelência, oportunidades por mérito e responsabilidade social.

A RÁPIDA EXPANSÃO DO VITA

O primeiro endereço do Vita foi na rua Capote Valente, região central de São Paulo, capital, num prédio comercial em que ocupava, a princípio, 95 m². “Poucos meses depois da inauguração, porém, já foi preciso ampliar o espaço. Passamos a 130 m². A expansão foi rápida. Em 2003, abrimos a segunda unidade, em Moema. Três anos depois, em 2006, nossa matriz saiu da rua Capote Valente. Fomos para Higienópolis, na rua Mato Grosso, em endereço que ocupamos até hoje.”

Castropil lembra que nem só de crescimento e boas notícias o Vita evoluiu ao longo dos anos, mas, com certeza, as conquistas sobrepujaram os contratempos inevitáveis na história de qualquer pessoa e empreendimento.

Atualmente, o Vita conta com duas grandes unidades, Higienópolis e Morumbi, que combinam serviços de reabilitação e ortopedia , e mais três, nos bairros de Moema, Cidade Jardim e Vila Olímpia, que oferecem, exclusivamente, serviços de reabilitação.
Atualmente, o Vita conta com duas grandes unidades, Higienópolis e Morumbi, que combinam serviços de reabilitação e ortopedia, e mais três, nos bairros de Moema, Cidade Jardim e Vila Olímpia, que oferecem, exclusivamente, serviços de reabilitação.

“No início da segunda década de existência do Vita, surgiu uma oportunidade que não podíamos deixar passar: uma parceria com o São Paulo Futebol Clube, por meio da qual instalaríamos uma unidade dentro do Estádio do Morumbi. Foi um movimento ousado, mas que mudou, para muito melhor, a empresa.”

Atualmente, o Vita conta com duas grandes unidades, Higienópolis e Morumbi — que combinam serviços de reabilitação (fisioterapia, terapia ocupacional e preparação física) e ortopedia —, e mais três, também na capital paulista, nos bairros de Moema, Cidade Jardim e Vila Olímpia, que oferecem, exclusivamente, serviços de reabilitação. “O mais importante é que todas trazem a nossa essência, os nossos valores, a nossa cultura de que medicina é, antes de tudo, vitalidade.”

Recommended Posts

Leave a Comment